Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias da Alma

A vida é apenas uma passagem, e os momentos vividos, sejam bons ou maus, são necessários para o nosso crescimento, mas se deixarmos que seja o AMOR a guiar sempre as nossas atitudes, pensamentos e vontades, a Alma viverá FELIZ

Histórias da Alma

A vida é apenas uma passagem, e os momentos vividos, sejam bons ou maus, são necessários para o nosso crescimento, mas se deixarmos que seja o AMOR a guiar sempre as nossas atitudes, pensamentos e vontades, a Alma viverá FELIZ

Sab | 16.06.18

Mundo Virtual....

Maria Grace

 

Relações Virtuais

 

 

     No fundo eu gostava de ter seguido Psiquiatria, para ter a capacidade de entrar na mente da pessoa que estaria sentada à minha frente, e conseguir decifrar certos comportamentos e atitudes. Ter a habilidade de diferenciar uma verdade de uma mentira, apenas pelas palavras usadas, pelo olhar, pelos gestos. Mas a maldita Matemática tramou me, embora tenha a noção que é necessária em algumas áreas.
    Isto das realidades virtuais, das relações por tela, das amizades on-line tem muito que se lhe diga.
    Quando todos se intitulam de amigos, mesmo não se conhecendo de lado nenhum, até aceitamos, e vamos partilhando ideias e brincadeiras. Mas quando começamos a ouvir a palavra Amor, aí a coisa muda de figura. 

    Uns dizem ser possível amar alguém que não se conhece pessoalmente, alguém que nunca tocámos, que nunca cheirámos, que nunca tivemos a oportunidade de olhar nos olhos. Outros, apoiando-se em factos concretos, na ciência cognitiva afirmam que não. É impossível uma pessoa amar outra, sem existir um contacto mais próximo. Por acaso, gostei imenso de ler um texto de Bruno S. da Silva , Especialista em Linguagem Corporal e Expressões Faciais, que afirmava precisamente essa impossibilidade. Para os curiosos fica aqui o link.


http://a-vida-nos-ensina.blogspot.com/2014/04/amor-virtual-e-possivel-amar-alguem.html?m=1.

 

E para apoiar esta teoria, vem o escritor Ricardo Valadas Fernandes afirmar:


"O que falta no amor à distancia é, essencialmente, o corpo do outro, o ingrediente principal que nos permite fazer parte de uma vida a dois, a vivência das emoções aqui-e-agora e toda a magia da comunicação não verbal, característica de uma intimidade partilhada, que permite a dança dos olhares cúmplices, dos abraços ou do aconchego, dos beijos e dos toques – ainda mais importante para aqueles para quem é difícil verbalizar os seus sentimentos”

 

Relações Virtuais

 


   Sinceramente, ainda não cheguei a nenhuma conclusão. Mas faz sentido quando dizem que é improvável amar alguém, quando não conhecemos o seu verdadeiro eu, quando somente temos o que a pessoa nos apresenta, como sendo o seu eu.
 

 

 

 

 

 

 

      Mas à parte de todas estas teorias, o que é certo é que isto das amizades por tela, que muitas das vezes se confundem com amores de perdição, já arruinou muitos casamentos, pois não é só o contato fisico de um homem ou mulher, com a sua, ou seu amante que magoam.

   As Palavras têm talvez um poder superior, dentro da cabeça de alguém. Mais até que dois corpos entrelaçados, suados, e ofegantes. 

  De acordo com a psicóloga Ana Olmos, formada em psicologia na Universidade Católica, de São Paulo, no Brasil “O mundo virtual é apenas mais um fator que influencia na vida das pessoas. O veículo em si é fantástico, mas o uso que você fará dele vai depender do seu mundo mental”.  

  Ora aí está! Mundo Mental! A palavra chave que pode justificar muitas confusões que ocorrem nas redes sociais. Que explica porque muitas vezes vamos mais além, do que supostamente deveríamos ir.

Relações Virtuais

 

     A dizer, o que não deveríamos dizer.

 

    E quando caimos em nós, e constatamos que já magoámos alguém, que já fomos contra todos os nossos principios mais valiosos, pensamos...

 

" Porque não vi como estava o meu Mundo mental, antes de...". 

   

 

 

 

      As redes sociais são sem dúvida causadoras de conflitos entre os casais, que discutem e até mesmo separam-se, por causa de ciúmes ou traição. 

 

Relações Virtuais

 

   Há quem diga "Palavras leva as o vento".  Não, amigos. As palavras nunca são levadas pelo vento, pois têm peso. Cravam se na mente, no coração. Nunca são ignoradas por quem as ouve, ou por quem as lê. 

 

Relações Virtuais

 

 Mas não nos afastemos do tema principal.

Relações Virtuais!

 

 

Possíveis ou Imaginárias?

 

Venha o Mark Zuckerberg, e escolha!

 

 

 

 

 

 

 

 

    É um trabalho penoso tentar entender a razão que leva muitos homens e mulheres, a procurarem numa tela, algo que lhes falta. Como acreditam que vão conseguir preencher os seus vazios, ou satisfazer os seus fetiches, apenas com palavras escritas.

 

    Porventura, não será mais romântico ouvir "Eu Amo-te", acompanhado de um toque de uma mão na outra, ou de um beijo demorado, do que ler? 

      

Relações Virtuais

   

     Pessoalmente, considero que quanto mais a tecnologia evolui, mais as pessoas se vão afastando umas das outras. Infelizmente. 

   

 

     Prisioneiros de um PC, de um Tablet, ou um Telemóvel, começam a perder aquela sensação boa de partilha, em muitos aspetos. Passear em família é uma das melhores coisas que existe. Estar com quem amamos, saborear momentos de prazer, que ficam para sempre gravados na nossa memória. Mas lamentavelmente, a doença das redes sociais, consegue ser mais forte em algumas pessoas, causando um afastamento de muitas famílias, pois as prioridades são trocadas, ainda que,  por vezes, inconscientemente.  

 

Relações Virtuais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

     No fundo, acredito que mais cedo ou mais tarde, aqueles que foram mais fracos, e deixaram-se influenciar por um monitor, por umas palavras, caiam em si, e vejam o tempo que perderam, longe de quem é verdadeiramente importante. 

  Que consigam de alguma maneira, organizar o seu Mundo Mental.

 

Relações Virtuais

 

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.