Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias da Alma

A vida é apenas uma passagem, e os momentos vividos, sejam bons ou maus, são necessários para o nosso crescimento, mas se deixarmos que seja o AMOR a guiar sempre as nossas atitudes, pensamentos e vontades, a Alma viverá FELIZ

Histórias da Alma

A vida é apenas uma passagem, e os momentos vividos, sejam bons ou maus, são necessários para o nosso crescimento, mas se deixarmos que seja o AMOR a guiar sempre as nossas atitudes, pensamentos e vontades, a Alma viverá FELIZ

Dom | 12.08.18

Mais uma história de Golias .... Para os pequenos

Maria Grace

 

Golias Conquista a Mãmã

 

Golias conquista a Mamã”

 

 

Golias o Pastor Alemão traquinas

Era uma vez uma menina chamada Leonor, com oito anos de idade, que vivia com os seus pais numa grande quinta Lá tinha sempre muito com que se entreter. Ora dava comida às galinhas, ora brincava com o gato, ou cantava belas melodias com os pardais, mas com quem ela mais gostava de estar era com o seu cão, um pastor alemão, a melhor prenda de Natal que tinha tido até então.

 

 

 

Golias Conquista a Mãmã

 

Golias era o terror da casa, quando ninguém estava a ver apanhava um chinelo, ou a vassoura e levava -os para o seu cantinho. Eram os seus troféus. E como um bom cão de guarda, não deixava que os levassem para longe.
A não ser quando a mãe da casa gritava o seu nome todo:
- Golias José ... vem já aqui!

- Já estou em sarilhos – pensava. E lá punha aquele ar dócil, de inocente, que não deixava ninguém indiferente.

 

Golias Conquista a Mãmã

 

 

A pequenina sentava -se junto dele e dizia -lhe:

- Golias, és muito endiabrado. Estás sempre a inventar. Assim a mamã não gosta de ti, e dá -te a outra menina! É isso que queres?

O cãozinho olhava para ela , de orelhas para trás, sem perceber o que lhe diziam.

- Ó Golias, não sei o que fazer de ti – dizia tristemente - Prometes que vais começar a portar -te bem?
- Au,Au,Au – latia o animal,.

 

 

Golias Conquista a Mãmã

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   Os meses iam passando, e o pastor alemão ficava cada vez maior, e mais bonito. Gostava muito de fazer caminhadas com a sua dona mais pequena, que aproveitava sempre para lhe tirar fotografias.

E o que ele gostava de posar. Ela achava imensa piada às expressões que o animal fazia:

 

Golias Conquista a Mãmã

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

    - Ah! Ah! Ah! – ria a menina – que engraçado que ficaste na fotografia.

Mas Golias continuava a fazer das suas tropelias, cada uma pior que a outra. Leonor, para quem o cãozinho se tinha tornado o seu melhor amigo, tentava sempre encobrir os disparates que fazia, mas a sua mamã estava decidida.

Não havia um dia que não se zangassem com o amiguinho de quatro patas, e cada vez se discutia mais em casa.

 

Golias Conquista a Mãmã

 

- Vou dar o Golias ao nosso vizinho – ouviu a menina um dia, quando ia a passar no corredor - Ele tem outros cães, saberá educar este. Não posso chegar do trabalho, e ver a casa suja de terra dos vasos da sala, ou os chinelos desfeitos - dizia a mãe zangada.

A pequenina ficou tão triste ao ouvir aquilo, que nem vontade tinha de brincar. Nesse dia, fez os trabalhos de casa, jantou e foi logo para o quarto, deixando os seus pais surpresos, pois costumava ficar sempre junto destes mais um pouco, relatando alegremente peripécias do seu dia na escola.

Até o cão Golias sentiu que algo se passava, que estava a deixar a sua dona mais pequena triste.
Seguiu-a até ao quarto e deitou-se junto a ela.

 

 

 

Golias Conquista a Mãmã

 

Leonor precisava de ter alguma ideia para educar o seu amiguinho de quatro patas, mas não sabia como. Já deitada, dava voltas à imaginação, e já com os olhos a fecharem, foi quando se lembrou de pedir ajuda ao seu papá:

- Amanhã vou falar com o paizinho – pensou a menina, radiante com a sua ideia - tenho a certeza que vai defender o Golias, e fazer a mamã gostar dele . E adormeceram os dois com um sorriso de esperança.

 

 

 

 

Golias aprende boas maneiras

- Papá, papá – gritou a menina, ao ver o seu pai, logo pela manhã, sentando-se ao seu colo.

 

 

Golias Conquista a Mãmã

 

- O que foi, minha filhinha – disse este, assustado com tanto alvoroço.

- Tens de me ajudar – disse Leonor, e apresentou todas as suas ideias, rindo e chorando ao mesmo tempo, na esperança de conseguirem convencer a mãe a deixar o cãozinho ficar lá em casa.

- Já percebi tudo – disse o pai, pensativo –

Temos muito trabalho pela frente, minha querida. Chama o Golias. Vais ser a minha ajudante.

E assim iniciaram um treino intensivo ao pastor alemão, que em menos de um mês já se sentava, deitava, e obedecia quando o mandavam estar quieto.

 

 

Golias Conquista a Mãmã

 

- É uma raça inteligente – disse o pai à mãe – não nos deu muito trabalho. Até dá a pata, imagina! E até foi divertido. Queres ver? - E demonstrou à sua mulher o resultado do seu trabalho.

 

 

Golias Conquista a Mãmã

 

 

A mãe olhava para o cão, e com um ar pensativo disse:

- Bem, vou acreditar que o Golias aprendeu bem os vossos ensinamentos. Vamos ver como corre daqui para a frente.

Leonor, que não conseguia controlar a sua felicidade, olhava para o seu papá agradecida. Afinal, devido a ele, o seu amigo continuava com a família, e a menina voltara a sorrir outra vez.

Nessa noite, a pequena não largou o seu Golias, contando-lhe entusiasmada, as aventuras que ainda iriam ter os dois, ao

mesmo tempo que lhe ia acariciando a cabeça.

O cão olhava para ela, lambia-lhe a mão, e suspirava, com o coração sossegado. Sabia que aquele lar seria o seu, para sempre.

 

 

Golias Conquista a Mãmã

 

 

Papá, conseguimos convencer a mamã! – gritava a menina, radiante, correndo para o seu pai.

- É verdade, minha filha – respondeu o pai – mas foi o Golias que acabou por conquistar a mãmã.

 

Golias Conquista a Mãmã

 

 

 

Nota do Autor

 

"Às vezes, o que precisamos está tão próximo...Passamos, olhamos, mas não enxergamos.

Não basta apenas olhar. É preciso saber olhar com os olhos, enxergar com a alma e apreciar com o coração. O primeiro passo para existir é imaginar.

O segundo é nunca se esquecer de que querer fazer é poder fazer, basta acreditar.”

 Pedro Bial (Jornalista, escritor, cineasta, poeta e apresentador brasileiro)

 

 

Golias Conquista a Mãmã

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

6 comentários

Comentar post