Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias da Alma

A vida é apenas uma passagem, e os momentos vividos, sejam bons ou maus, são necessários para o nosso crescimento, mas se deixarmos que seja o AMOR a guiar sempre as nossas atitudes, pensamentos e vontades, a Alma viverá FELIZ

Histórias da Alma

A vida é apenas uma passagem, e os momentos vividos, sejam bons ou maus, são necessários para o nosso crescimento, mas se deixarmos que seja o AMOR a guiar sempre as nossas atitudes, pensamentos e vontades, a Alma viverá FELIZ

Qua | 18.07.18

Ai! Meu Amor...

Maria Grace

Ai Meu Amor

 

 

Ai meu Amor...

Senta-te junto a mim...

Olha-me nos olhos, e serena a minha alma...

Porque só tu o podes fazer...

E explica-me a razão, para me ferires tanto assim..

 

O que te faz continuar a procurar outra mulher...

Quando um dia me prometeste, que nunca o farias...

O que não te dou eu, que te leva para junto dela...

Gostava que me pudesses responder... 

Sem mentiras...

Sem desculpas...

Apenas para poder entender...

 

Ai meu Amor...

Se achas que o nosso Amor ainda vale a pena... 

Certamente responderás com a Verdade.

Ou não... 

Mas pensa que a tua infidelidade, é para mim uma enorme crueldade...

 

Ai! Meu Amor!

Na minha mente em luto, só consigo questionar...

Porque insistes em encontrar em outra mulher, o que te posso eu oferecer...

Se ao meu lado desejares continuar a lutar...

Como consegues com ela falar, estar, sabendo que me estás a magoar.

Para ti não existe o remorso? 

Esqueceste já, todos estes anos comigo passados?

 

Porque não lhe dizes:

" Acabou. A minha familia é o meu Pilar..

Amo a minha mulher, com quem partilho um destino há anos..

Que não quero abandonar, por uma aventura sem razão de ser.

E porque não tenho o direito de a fazer sofrer". 

 

Ai Meu Amor

 

Ai meu Amor...

Farás tu a pequena ideia, de quanto me matas, todos os dias, um pouco?

Com a tortura, criada pela insegurança. 

Com o desgosto por saber, que estás com outra mulher.

Eras a ultima pessoa, que esperava que me magoasse assim.

Respirar  é um tormento profundo, que não vê um Fim...

 

Todos os dias uma facada no meu coração,

que sangra já, deitado no chão. 

E tu achas que não fazes nada de mal. 

Mas viverás tu, no Real? 

 

Por momentos, põe te no lugar do outro...E sente. 

Diz me! O que te vai na alma? Qual a sensação? 

Doi?

Tens uma vontade enorme de morrer?

E uma enorme vontade de matar?

Também? 

Sim? Não? 

 

Ai! Meu Amor!

Terás esquecido a promessa que me fizeste?

 

. “...prometo ser-te fiel, amar-te e respeitar-te, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida.”

 

Ai Meu Amor

 

Terás tu esquecido o nosso primeiro encontro?

Terás tu esquecido a primeira vez, que me disseste Amo-te?

Terás tu esquecido o nascimento da nossa criança?

Terás tu esquecido quando a adormecíamos juntos?

Terás tu esquecido as lágrimas que tantas vezes cairam dos meus olhos, quando em trabalho te ausentavas?

 

Ai Meu Amor

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ai meu Amor!  Imploro te...

Mata, se assim desejares, este amor..

Para acabares de vez, com esta imensa dor...

           

    Longe de querer parecer um poema do nosso Fernando Pessoa, que muito aprecio, mas escrito com um imenso Amor que tenho à escrita, às letras, e às palavras. 

 

  Autoria: Maria Grace 

9 comentários

Comentar post